Em carta aberta, família de Renato Russo critica leilão de objetos do músico
02/04/2018 08:20 em Let's Rock

Uma carta aberta assinada por Carmem Teresa Manfredini, irmã de Renato Russo, publicada neste domingo (01) pelo portal “NaTelinha”, relata a angústia da família do líder da Legião Urbana com a notícia do leilão de seus objetos que será realizado no próximo sábado (07) no Retiro dos Artistas, no Rio de Janeiro.

 

Intitulada “Desalento”, a carta demonstra insatisfação em trazer a público um assunto familiar, mas considera esta atitude como última opção para tentar salvar a memória de Renato Russo. O texto questiona a decisão de Giuliano Manfredini, filho do músico, de leiloar os objetos ao invés de zelar pelo patrimônio.

 

De acordo com a carta, todo o acervo cultural e artístico de Renato foi guardado com muito carinho por seu pai, sua mãe e sua irmã desde a sua morte em 1996. O texto relata que o músico tinha muito cuidado com tudo o que guardava e “não jogava absolutamente nada fora” e ainda alerta que muitos desses pertences nunca tiveram registro fotográfico.

 

“Sem esses objetos ao nosso alcance, perdem-se todas as referências por ele deixadas. Será praticamente impossível fazermos quaisquer pesquisas mais apuradas sobre o que lia, ouvia, assistia ou pesquisava”, diz a carta.

 

O leilão, segundo a família, tornará inviável a possibilidade de realização de exposições sobre os itens de Renato Russo, já que o espólio vai ser separado. No entanto, o texto deixa claro que em hipótese alguma a família se posiciona contra ajudar qualquer instituição.

 

A carta aberta da família de Renato Russo pode ser lida na íntegra na página do “NaTelinha”, em matéria assinada pelo jornalista Sandro Nascimento, através deste link:

https://natelinha.uol.com.br/colunas/coluna-do-sandro/2018/04/01/familia-de-renato-russo-diz-sofrer-com-decisao-do-filho-em-leiloar-seus-pertences-veja-carta-aberta-115705.php

 

 

COMENTÁRIOS